inovação tecnológica na educação

Inovação tecnológica na educação: 6 passos para impulsionar na sua IES

O tema inovação tecnológica na educação é fundamental nos dias atuais. As instituições de ensino superior precisam saber que, em sua maioria, receberão jovens conhecidos como nativos digitais. Este público nasceu inserido no mundo tecnológico e espera que a universidade proporcione o que há de mais moderno na questão educacional.

Vale lembrar que o processo educacional, assim como toda a sociedade, vem passando por profundas transformações nos últimos anos e isso se deve em grande fato pela popularização da tecnologia.

Além disso, a inovação tecnológica na educação também é responsável por aumentar o interesse e o engajamento dos alunos. Afinal, uma universidade que oferece recursos tecnológicos de ponta tem mais chance de atrair estudantes do que aquelas que podem ser consideradas ultrapassadas.

Logo, as inovações no setor levam à otimização do aprendizado e a uma melhor qualidade do ensino, estimulam a criatividade e integram ambientes para facilitar a construção da relação entre alunos e professores.

Como as inovações são colocadas em prática

O relatório “Measuring Innovation in Education 2019” (“Medindo a Inovação na Educação”, em livre tradução), idealizado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), mostra que as Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) têm se apresentado como um importante motor de mudança.

Ou seja, cabe aos gestores educacionais e aos reitores investirem em novas tecnologias para que a adoção e a utilização da inovação tecnológica na educação sejam realmente efetivas.

Segundo a “TIC Educação 2018”, 76% dos professores buscaram formas de usar os novos recursos nos processos de ensino. Neste cenário, é preciso saber dialogar com os alunos e nada melhor do que utilizar a tecnologia – tão presente no dia a dia – para manter o relacionamento e o elo entre a instituição e os estudantes.

Inovação tecnológica na educação: conheça 6 tendências em sala de aula

Para que as instituições de ensino impulsionem a inovação tecnológica na educação, é necessário conhecer tendências que até já fazem parte da rotina em sala de aula. São elas:

Gamificação e chatbots

A gamificação usa jogos digitais para atrair os estudantes e engajar as equipes em algum objetivo voltado ao aprendizado. Já os chatbots são recursos possibilitados a partir de um programa de computador capaz de direcionar e incentivar conversas via texto ou voz.

Baixe nosso ebook e saiba tudo sobre a Avaliação do MEC, inclusive como aumentar o conceito da sua instituição de ensino superior!

Realidades virtual e aumentada 

A realidade virtual proporciona uma experiência imersiva, permitindo a aplicação de simulações realistas. É possível, por exemplo, a experiência de estar em outras épocas ou locais. A realidade aumentada, por sua vez, é a integração do mundo digital nas atividades habituais.

Inteligência artificial

O uso da inteligência artificial em sala de aula está diretamente ligada ao processo de personalização do ensino. Assim, é possível identificar perfis comportamentais e determinar com maior assertividade quais são as aptidões de cada aluno e como eles podem potencializar as suas habilidades com os estudos.

Armazenamento na nuvem

O armazenamento de arquivos na nuvem permite ao usuário salvar e compartilhar dados e arquivos de modo remoto. Assim, é possível acessá-los em qualquer lugar e de qualquer dispositivo com conexão à internet, como por exemplo consulta e pesquisa de livros digitais.

Internet das Coisas

O conceito de IoT pode ser usado para ajudar na localização de alunos e funcionários dentro da instituição de ensino. É possível fazer o controle de presença, tanto por meio de câmeras de identificação facial como pelo reconhecimento de dispositivos dos alunos conectados à sua rede.

Impressão em 3D

As impressoras 3D são ferramentas que podem dar vida a diversos temas abordados pelos professores em sala de aula. Com elas, os alunos podem criar figuras geométricas, moldes de peças mecânicas e até mesmo criar réplicas de ossos humanos.

Como os gestores educacionais podem incentivar a inovação tecnológica na educação?

Cabe aos gestores, educacionais como responsáveis pelas políticas de aprendizagem, apontarem caminhos para que a inovação tecnológica na educação seja uma realidade dentro das instituições de ensino. Para que haja este impulso, é preciso avaliar 6 pontos:

Recursos humanos: é necessário analisar e entender as habilidades e a possível abertura para inovação por parte dos integrantes do setor educacional;

Organização de aprendizagem: é preciso que haja organização e capacidade das instituições para fomentar o conhecimento e aprimorar as práticas já existentes;

Tecnologia: é essencial aplicar tecnologias na educação, particularmente investir no uso de big data pela grande quantidade de dados que serão gerados e armazenados;

Regulação e organização do sistema: a inovação só ganha força em ambientes em que boas ideias podem ser implementadas. Não se pode deixar uma ideia encoberta por diretrizes e aversão aos riscos;

Pesquisa educacional: investir em pesquisa e avaliação é considerado um elemento primordial para avançar em um ecossistema de inovação;

Desenvolvimento educacional: a educação também deve buscar desenvolver ferramentas inovadoras, organizações e processos para melhorar e mudar suas práticas.

A biblioteca virtual como aliada

Neste contexto de inovação, as bibliotecas digitais despontam como ferramentas imprescindíveis para as instituições de ensino.

Com amplo acervo de títulos acadêmicos, as plataformas com conteúdo de ebooks oferecem benefícios para alunos, professores e as próprias instituições.

A relação custo-benefício é ampla pois, com a biblioteca digital, é possível oferecer acesso irrestrito aos estudantes, ajudando até na obtenção da avaliação máxima pelo Ministério da Educação (MEC).

Conheça a Minha Biblioteca

Criada para oferecer acesso rápido e fácil aos principais ebooks recomendados nas disciplinas acadêmicas, a Minha Biblioteca é uma plataforma digital com catálogos segmentados em várias áreas de conhecimento.

Oferecendo diversas vantagens para as instituições de ensino superior como redução do espaço para o acervo físico e ampliação do acesso aos livros a todos os usuários por meio de qualquer dispositivo conectado à Internet, a Minha Biblioteca contribui para a inovação tecnológica na educação superior.

Se a sua instituição de ensino ainda não assina a Minha Biblioteca, entre em contato conosco e solicite mais informações.

Leave a comment

11 + dez =