Impacto da gamificação na educação de jovens e adultos

Como a gamificação ajuda na educação de jovens e adultos

educação de jovens e adultos no século 21 requer criatividade dos professores. Em um mundo bombardeado de informações e diversas maneiras de distração, como o celular em sala de aula, manter a atenção dos alunos não é uma tarefa fácil.

Neste contexto, a gamificação na educação pode ser muito útil. Na definição clara da palavra, gamificação significa usar mecanismos de games para aprimorar contextos variados, geralmente não relacionados a jogos.

Já, no cenário educacional, a gamificação pode ser entendida como uma forma de fixar a matéria estudada. Tudo a partir do desenvolvimento de atividades interativas e de acordo com a evolução do aprendizado.

Com a estratégia, é possível revolucionar o aprendizado e a educação de jovens e adultos. Assim, a atividade se tornará mais prazerosa, divertida, interessante e envolvente.

Portanto, os alunos se divertem, interagem e exercitam a criatividade enquanto estudam de uma maneira diferente da convencional.

Leia também7 tendências sociais que estão mudando a educação de jovens e adultos

O professor e a gamificação em sala de aula

A quebra de paradigma em relação ao uso de games em sala de aula deve partir do professor. A era digital e a tecnologia trouxeram transformações para a sociedade como um todo e principalmente para a área da educação.

O professor, como orientador e guia, deve sempre analisar as melhores opções para o seu plano de aula. E utilizar a gamificação é uma forma inovadora de estimular os alunos a aprenderem mais.

Ao escolher este tipo de estratégia, o professor deve propor bons desafios, coerentes com as competências que espera desenvolver dos alunos. Logo, ao usar elementos de jogos, o docente consegue engajar os estudantes a buscar seus objetivos.

Benefícios da gamificação na educação de jovens e adultos

A aplicação da gamificação no plano de ensino proporciona diversos benefícios para a educação de jovens e adultos. Veja abaixo os principais:

Engajamento dos alunos: a leveza da “brincadeira” convida todos os alunos a participarem das atividades. Com objetivos traçados e metas a serem conquistadas, os estudantes se sentem mais motivados a participar.

Assimilação do conteúdo: jogos na rotina estudantil ajudam a fortalecer a concentração e o interesse dos alunos, facilitando a assimilação da matéria apresentada. Estudar de forma lúdica também colabora para compreender melhor o conteúdo.

Foco nos objetivos: os jogos auxiliam o estudante a direcionar o foco para cumprir a ‘missão’ determinada. Com diversas tarefas a realizar durante o jogo, o estudante se prepara para atividades do dia a dia. Com isso, é possível conquistar um objetivo de cada vez, assim como as etapas no processo de aprendizado.

Ou seja, a educação de jovens e adultos se torna mais fácil com a adoção da estratégia. No entanto, os professores precisam se qualificar e estar abertos para usar a gamificação nas aulas.

Afinal, não basta implementar ações inspiradas em games de qualquer maneira. É necessário que cada elemento faça parte de um planejamento para alcançar os resultados desejados pelos docentes.

Tecnologia como aliada da educação de jovens e adultos

Trazer o contexto dos jogos para a instituição de ensino é fundamental para aproximar ainda mais alunos e professores. Seja por meio de rankings, pontuações e até mesmo aulas com videogames, os professores têm inúmeros instrumentos para fazer da gamificação uma aliada do aprendizado.

Assim como a realidade aumentada e a inteligência artificial, a gamificação desponta como uma solução tecnológica. Dessa forma, agiliza o aprendizado em sala de aula e ajuda na educação de jovens e adultos.

Outra forma complementar – e fundamental – para auxiliar nos estudos é a biblioteca online. A Minha Biblioteca, por exemplo, oferece diversas vantagens para os alunos e professores.

Desde um acervo completo com mais de 7 mil títulos acadêmico até o acesso em qualquer lugar por meio de um dispositivo eletrônico com internet, a biblioteca digital é intuitiva e fácil de usar.

Além disso, possui funcionalidades como marcação de páginas, realces de cor, modo revisão, entre outros. A Minha Biblioteca também tem a função de leitura em voz alta, facilitando a acessibilidade para pessoas com deficiência visual.

Se a sua instituição de ensino ainda não tem a Minha Biblioteca, não perca tempo. Entre em contato conosco, solicite um trial e descubra agora todas as vantagens da plataforma.

Baixe agora nosso eBook e saiba como montar um plano de aula do ensino superior atrelado às novas tecnologias!

Leave a comment

4 × 3 =