educação do futuro

Como a educação do futuro impacta sua instituição de ensino superior

O conceito de ensino passivo, em vigor desde os tempos remotos, no qual o professor apenas transmite conhecimento e os alunos fazem anotações, já é considerado ultrapassado. A chamada educação do futuro, por sua vez, é uma realidade presente e é preciso prestar atenção para que as instituições de ensino não fiquem para trás.

Afinal, as novas gerações que chegam às salas de aula são hiperconectadas. Assim, práticas como gamificaçãorealidade aumentadainteligência artificial e robótica já deixaram de ser tendências e precisam fazer parte do cotidiano de alunos e professores.

Mas você pode se perguntar como estas ferramentas podem ser utilizadas para melhorar o desempenho dos estudantes? Esta é a premissa fundamental de entender para quem está à frente das instituições.

Ao conhecer as aplicações e benefícios, fica claro como as novas tecnologias ajudam a alavancar a qualidade do ensino. Veja mais a seguir!

Personalização do conteúdo e do ensino

O primeiro aprendizado que a educação do futuro proporciona é o fato de que as pessoas são diferentes. Cada indivíduo tem sua forma e o seu ritmo para assimilar as informações fornecidas.

Por este motivo, a personalização do conteúdo é o principal objetivo conquistado nos últimos anos. Até porque a tecnologia permite a chamada individualização do ensino.

Assim, cada aluno conta com o apoio de ferramentas tecnológicas para preencher as lacunas do seu aprendizado de acordo com seus interesses. Esta estratégia de educação, baseada em neurociência, oferece experiências ricas e imersivas estimulando e facilitando o aprendizado. Tudo focado para cada estudante individualmente.

Leia também: Transformação digital na educação: conheça as novas tecnologias e tendências

Desenvolvimento de habilidades na educação do futuro

No entanto, a educação do futuro não se resume à personalização do conteúdo e engloba também o desenvolvimento de habilidades.

Afinal, mais do que aprender fórmulas prontas e memorizar datas, a educação do futuro se preocupará em formar indivíduos capacitados para fazer tudo, em qualquer situação e qualquer contexto.

A ideia é estimular a criatividade e ajudar no desenvolvimento da inteligência emocional de cada pessoa.

De acordo com estudo da Dell Technologies, 85% das profissões que teremos em 2030 não existem hoje. Logo, cabe as instituições de ensino atuarem para formar profissionais com diversas habilidades, como colaboração, pensamento crítico e comunicação.

Além disso, é preciso despertar no aluno o gosto por aprender de forma contínua e desenvolver a capacidade de adaptação a todos os meios. Estas são competências que serão cobradas dos profissionais que ainda não chegaram ao mercado de trabalho.

Tecnologia como diferencial competitivo

Em um mundo no qual o conhecimento está disponível na palma da mão, realizar a curadoria das informações é imprescindível. Por esta razão, as instituições de ensino que estão focadas na educação do futuro precisam valorizar ainda mais o trabalho de docentes e bibliotecários.

Cabe a estes profissionais serem uma espécie de bússola para guiar os alunos entre a infinidade de informações oriundas de diversas fontes.

Neste cenário, ao inserir a tecnologia nos processos acadêmicos, a instituição de ensino estará à frente das demais concorrentes.

E, como vimos no início do texto, são muitas as soluções disponíveis tanto para melhorar a qualidade do ensino, como para fazer essa curadoria do conteúdo.

Leia também: Os livros e as tecnologias digitais: como incentivar a leitura na Era Digital?

Biblioteca digital como aliada na educação do futuro

Entre as ferramentas tecnológicas, nada melhor do que uma biblioteca digital para disponibilizar um amplo conteúdo confiável na palma da mão. A Minha Biblioteca, por exemplo, é uma plataforma online com mais de 7 mil títulos acadêmicos.

Com diversas funcionalidades, a biblioteca online é primordial para os alunos. Uma vez que disponibiliza o conteúdo a qualquer hora e em qualquer lugar.

Para os professores, há a vantagem de preparar as aulas com o apoio técnico do material. E ainda é possível indicar as principais obras de estudo para os alunos.

Por fim, a instituição de ensino reduz gastos com a gestão da biblioteca física, diminui filas de espera e proporciona aos alunos o acesso a um amplo acervo de livros atualizados periodicamente.

Se a sua instituição de ensino ainda não conta com a Minha Biblioteca, entre em contato conosco e solicite um trial.

Baixe agora nosso eBook e saiba como montar um plano de aula do ensino superior atrelado às novas tecnologias!

Leave a comment

dezessete − dezesseis =