O futuro da biblioteconomia novas tecnologias

O futuro da biblioteconomia: quais os impactos das novas tecnologias

A chamada Revolução Digital e a Indústria 4.0 já são conceitos do nosso dia a dia. As novas tecnologias e as inovações modificaram a educação e a profissão de bibliotecário. Assim, o futuro da biblioteconomia está cada vez mais perto de se tornar uma realidade.

De acordo com algumas pesquisas, este futuro tende a ser nebuloso. Intitulado “O Futuro do Emprego: quão suscetíveis os trabalhos estão à computadorização?”, o estudo foi realizado por Carl Benedikt Frey e Michael A. Osborne, pesquisadores da Universidade de Oxford.

Segundo o material, a biblioteconomia tinha 64,9% de probabilidade de robotização até 2033. Este índice mostra como a chegada das tecnologias impacta diretamente o trabalho do bibliotecário.

No entanto, é preciso salientar que, assim como outras atividades, a biblioteconomia não irá desaparecer. Pelo contrário, a atividade só tem a ganhar com a revolução tecnológica.

Baixe nosso whitepaper e saiba como o MEC avalia a implementação de biblioteca digital nas instituições de ensino.

Veja os motivos para acreditar no futuro da biblioteconomia

Muitos profissionais se preocupam com o futuro da biblioteconomia. Mas a grande questão é se adaptar às mudanças. Afinal, algumas funções muito ‘robotizadas’, realmente deixarão de existir. Só que isso abrirá caminho para que os bibliotecários atuem de forma mais próxima do público e desempenhem atividades mais intelectuais.

Confira agora 3 itens fundamentais nas transformações da profissão e no futuro da biblioteconomia!

Leia também: Veja nossas entrevistas sobre biblioteca digital e o futuro da biblioteconomia

1. Curadoria de conteúdo

Atividades como catalogação, indexação e recuperação de informação deixaram o campo manual. Atualmente, poderosos softwares de automação já realizam esse trabalho de forma muito mais rápida.

Mas, como dissemos, mesmo com o avanço tecnológico, o bibliotecário segue como peça fundamental no complexo sistema informacional.

Com isso, o profissional é o responsável por agregar valor ao conteúdo. Então, deve organizar, selecionar e refinar as informações para os usuários. Ou seja, o bibliotecário age como um filtro.

Leia tambémBiblioteconomia no Brasil: conheça os principais avanços tecnológicos

2. Biblioteca mais humana

O bibliotecário segue com a missão de salvaguardar os registros do conhecimento. No entanto, esta função, que também é feita por potentes servidores de buscadores da internet, ganha outra conotação na Era Digital.

Na contramão da robotização, cabe ao novo bibliotecário entender o que o usuário precisa e de que forma pode ‘indicar’ uma leitura útil.

Conhecedor do acervo do local onde trabalha, o profissional vira um guia para mostrar o caminho a ser percorrido na construção do conhecimento. Isso serve tanto para o futuro da biblioteconomia em instituições de ensino, como em locais públicos.

3. Atualização profissional

Assim como todas as profissões, a atualização deve ser constante. As novas tecnologias surgem a cada dia e as transformações proporcionadas por elas impactam a vida de todos e também o futuro da biblioteconomia.

Os profissionais da área precisam se capacitar constantemente e há urgência para esta atualização. A tecnologia alterou a forma de organização, disseminação de informações e uso das bibliotecas.

Mas a importância da biblioteconomia para o futuro ainda é grande. Tanto que até as conhecidas 5 leis da biblioteconomia também foram adaptadas para o contexto da Indústria 4.0.

Novas tecnologias como aliadas para o futuro da biblioteconomia

Quer ajudar para se adaptar ao futuro da biblioteconomia? É fundamental conhecer ferramentas que melhoram o processo de aprendizagem, como as bibliotecas digitais.

Fonte de inovação para as instituições de ensino, as bibliotecas online oferecem um acervo rico e proporcionam inúmeros benefícios aos usuários. Sejam eles alunos, professores ou bibliotecários.

Minha Biblioteca, por exemplo, é composta por um catálogo multidisciplinar com livros de áreas do conhecimento, como Direito, Saúde, Engenharia, Educação, Administração e outros.

Ainda como benefício, a plataforma oferece constante atualização ao disponibilizar as últimas edições dos principais livros. O que proporciona redução de gastos com excesso de livros físicos e os próprios espaços físicos.

Prática e inovadora, a ferramenta pode ser utilizada em qualquer dispositivo móvel com acesso à internet. Para saber mais como funciona a Minha Biblioteca e como ela pode ser útil para alunos, professores e bibliotecários, solicite um trial gratuito.

Baixe nosso e-book e saiba tudo sobre a Avaliação do MEC, inclusive como aumentar o conceito da sua instituição de ensino!

Leave a comment

dezenove + cinco =