Filmes inspirados em grandes obras ajudam a estimular a leitura

Como estimular a leitura indicando filmes inspirados em grandes obras

Dados da 4ª edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, realizada pelo Instituto Pró-Livro, mostram que, em 2016, 44% da população brasileira não tinha o hábito de ler. Por isso, estimular a leitura é um dos principais desafios de instituições de ensino, professores, bibliotecários e pais na atualidade.

A leitura proporciona inúmeros benefícios aos estudantes, independentemente do nível educacional que estejam. Seja na pré-escola ou na universidade, ler é fundamental para a disseminação do conhecimento e a construção do pensamento crítico ao longo da vida.

Entre os benefícios proporcionados pela leitura, estão:

  • Vocabulário aprimorado e extenso;
  • Dinamização do raciocínio;
  • Estímulo da imaginação;
  • Incentivo da criatividade;
  • Melhoria na comunicação;
  • Reforço na interpretação;
  • Aquisição de novos conhecimentos;
  • Atualização e informação sobre os temas cotidianos.

Leia tambémEducação de jovens e adultos: como incentivar o pensamento crítico

Filmes como aliados para incentivar a leitura

Apesar de tantas vantagens, a leitura ainda é vista por parte dos estudantes como uma ação que não merece atenção. Portanto, acaba sendo menosprezada.

Assim, muitos alunos não dão a devida importância ao ato de ler. Logo, os índices de leitura se refletem nos dados apresentados pela pesquisa acima.

Para enfrentar esta situação e superar os obstáculos, os bibliotecários são peça chave. Isso porque ajudam os alunos a identificar materiais apropriados e que facilitem o seu aprendizado.

Neste caso, os profissionais podem adotar estratégias que busquem aproximar os estudantes dos livros. Uma delas é o uso de materiais audiovisuais, como filmes, por exemplo.

Por apresentar o conteúdo com imagem e som, os filmes tendem a chamar mais a atenção dos alunos. O que envolve, principalmente, os estudantes que ainda não compreenderam a importância da leitura.

Esta estratégia é muito útil, pois serve para fisgar o aluno pela primeira vez. Afinal, ao ver um material em formato audiovisual, o estudante desperta a curiosidade para aprender mais sobre o tema.

Cabe ao bibliotecário, então, convidar o aluno para conhecer as obras, tanto o filme como o livro. Também vale a pena que o profissional explique que o filme resume a história em pouco mais de 2 horas. Enquanto isso, o livro aborda mais detalhes, explicações e informações. Cria-se, assim, um gatilho para que o aluno se interesse pelos materiais escritos.

Leia tambémComo a bibliotecária pode estimular a leitura no ensino superior

Grandes obras que foram para a tela do cinema

Portanto, os bibliotecários podem realizar um mapeamento das obras que já foram retratadas nos cinemas. Com isso, fica mais fácil recomendar os filmes e estimular a leitura complementar para entender nuances e temas mais complexos.

Confira algumas obras que o profissional pode indicar:

O Nome da Rosa – Baseado no romance do escritor italiano Umberto Eco, o filme de 1986 é dirigido por Jean-Jacques Annaud e conta com Sean Connery como protagonista.

Memórias Póstumas de Brás Cubas – Da obra-prima de Machado de Assis, o filme de 2001 tem no elenco Reginaldo Faria, Petrônio Gontijo, Sônia Braga e outros.

Cidade de Deus – O filme de 2002 é uma adaptação do romance homônimo de Paulo Lins, que é baseado em fatos reais.

O Escaravelho do Diabo – Com base no best-seller infanto-juvenil de Lúcia Machado de Almeida, o filme foi lançado em 2016 e tem direção de Carlo Milani.

A Lista de Schindler – Adaptação do livro original, o filme de 1993 retrata a história do industrial alemão que abrigava centenas de judeus em sua fábrica para escapar do Holocausto.

Como uma biblioteca digital ajuda a estimular a leitura e nos estudos

Além do cinema, uma ótima forma dos bibliotecários incentivarem a leitura é por meio de bibliotecas online. A Minha Biblioteca é uma plataforma que oferece aos alunos as obras com acesso fácil trazendo praticidade e mobilidade.

Pode ser uma boa opção para os nativos digitais que já estão acostumados com os dispositivos móveis. Além de ferramentas que ajudam na leitura e estudo como busca dinâmica por palavra-chave, realce de cor e anotações nos textos.

Com mais de 7 mil títulos acadêmicos, a biblioteca digital conta com as principais obras de autores renomados de diferentes áreas do conhecimento, como direito, administração, medicina, entre outros.

Leia tambémOs livros e as tecnologias digitais: como incentivar a leitura na Era Digital?

Se a sua instituição de ensino ainda não tem a Minha Biblioteca, entre em contato e solicite um trial.

Baixe nosso whitepaper e saiba como o MEC avalia a implementação de biblioteca digital nas instituições de ensino.

Leave a comment

13 − seis =