profissional de biblioteconomia

Profissional de biblioteconomia: conheça mais alguns impactos da inteligência artificial na profissão

O tema inteligência artificial segue em alta e, neste artigo, o blog da Minha Biblioteca apresenta mais termos que vão fazer parte do dia a dia do profissional de biblioteconomia. No primeiro texto, foram abordados assuntos como chatbots e mineração de dados. Agora, é a vez de focar no âmbito da aprendizagem.

Apesar de toda essa tecnologia, não pode esquecer que o profissional de biblioteconomia não deixará de ser importante. Afinal, assim como as necessidades dos usuários de biblioteca mudam, a função também será transformada.

Assim, o bibliotecário moderno precisa se preocupar com:

  • Gestão da informação;
  • Experiência do usuário;
  • Organização e intermediação do acesso à informação digital;
  • Recuperação de informação em nível avançado por meio de metadados, taxonomias e vocabulários controlados.

Por todos estes motivos, as novas tecnologias surgem como grandes aliadas do profissional de biblioteconomia.

Leia tambémO futuro da biblioteconomia: saiba como aproveitar as oportunidades da área

Como o aprendizado de máquinas pode ajudar o bibliotecário?

O aprendizado de máquinas é uma das áreas mais importantes para o futuro do profissional de biblioteconomia.

O conceito de aprendizagem, em geral, está relacionado com um processo de transformação do comportamento. Tal mudança ocorre de acordo com a experiência construída por meio de fatores emocionais, neurológicos, relacionais e ambientais.

No cenário da inteligência artificial, o processo de aprendizado tem a ver com a capacidade de autoinstrução. Ou seja, as máquinas não precisam ser explicitamente programadas. Assim, os computadores aprendem a aprender. Isso porque são capazes de descobrir sequências padrões a partir da análise de dados.

Neste sentido, os recursos de aprendizado são fundamentais para o futuro do profissional de biblioteconomia. Afinal, ajudam a gerenciar, recuperar e intermediar as informações.

Ferramentas para o futuro do profissional de biblioteconomia

Para compreender este novo contexto, é preciso aprender mais alguns termos associados à inteligência artificial. São eles:

  • Análise Semântica 

É um termo relacionado com a linguística e aborda o processo de encadear palavras, orações, frases e parágrafos em uma escrita coerente. Também se refere à construção de linguagem no contexto cultural.

Com o processamento de linguagem natural aliado à análise semântica, a máquina pode entender a linguagem humana e extrair dicas contextuais necessárias para entender idiomas, metáforas e outras figuras de linguagem.

Com isso, funciona como grande apoio para a função de bibliotecário na compreensão de necessidades do usuário, criação de conteúdo e comunicação.

Leia tambémBiblioteconomia no Brasil: conheça os principais avanços tecnológicos

  • Aprendizagem profunda 

Trata-se de um subconjunto avançado sobre a aprendizagem de máquinas. Nele, é possível encontrar padrões complexos em conjuntos de dados usando múltiplas camadas de correlações.

  • Aprendizado automático

O aprendizado automático ou aprendizagem automática é um subcampo da ciência da computação, que evoluiu do estudo de reconhecimento de padrões e da teoria do aprendizado computacional em inteligência artificial. É a capacidade de um programa absorver enormes quantidades de dados e criar algoritmos preditivos.

  • Aprendizagem Supervisionada 

É um tipo de aprendizado de máquina, em que os seres humanos inserem conjuntos de dados específicos e supervisionam parte do processo.

  • Aprendizagem Não Supervisionada 

É um outro tipo de aprendizado de máquina que utiliza pouco envolvimento humano. O programa de aprendizagem de máquina é instruído a encontrar padrões e tirar conclusões por conta própria.

  • Dados de Treinamento 

São dados fornecidos ao programa de aprendizado de máquina para “aprender” e identificar padrões. Depois, mais conjuntos de dados de teste são fornecidos ao programa para verificar os padrões de precisão.

Todas estas ferramentas contribuem para a atuação do profissional de biblioteconomia na organização de informações. Assim, os bibliotecários devem se manter atualizados de forma constante.

Como a Minha Biblioteca pode auxiliar os bibliotecários?

Como visto, a tecnologia e a inteligência artificial já estão presentes na vida do profissional de biblioteconomia. Cabe ao bibliotecário usá-la de tal forma que seja benéfica para todos.

Com mais de 7 mil títulos disponíveis em seu acervo digital, a Minha Biblioteca oferece inúmeras vantagens para bibliotecários, professores e estudantes.

Desde o acesso em qualquer lugar até a constante atualização do acervo, que ajudará no trabalho do bibliotecário.

Se a sua instituição de ensino ainda não conta com as vantagens da Minha Biblioteca, entre em contato conosco e solicite uma proposta.

Leave a comment

5 × três =