Blog

Como estimular a apuração de informações no ensino superior

Como estimular a apuração de informações no ensino superior

A internet proporcionou o acesso praticamente ilimitado às informações. Dessa maneira é comum que os usuários tenham dificuldade para apurar a enorme quantidade de informações adquiridas. Entretanto, o ensino superior tem a missão de contrariar esse fenômeno e estimular a apuração de dados e fontes.

Apesar das fake news (notícias falsas, em português) não serem nenhuma novidade, a capacidade de propagação proporcionada pelos meios digitais pode resultar em uma divulgação em larga escala, que pode comprometer momentos importantes do País, como as eleições.

Por esse motivo, no artigo de hoje vamos falar sobre como estimular a apuração de informações no ensino superior. Continue com a gente!

Baixe nosso whitepaper e saiba como o MEC avalia a implementação de biblioteca digital nas instituições de ensino.

Entenda um pouco mais sobre as fake news

Notícias falsas, caça-cliques, opiniões pessoais e partidárias são exemplos de conteúdos que não contêm informações necessariamente verdadeiras. Podem ser compostos inteiramente por mentiras ou por pequenos trechos verdadeiros, dificultando ainda mais o reconhecimento desse tipo de informação.

Com a popularização dos smartphones e tablets, uma enorme quantidade de informações é divulgada diariamente pelas redes sociais e sites de notícias. Desse modo, as instituições de ensino superior precisam lidar com estudantes que não são capazes de distinguir o que é verdade e ajudá-los a apurar os conteúdos lidos.

Aplique o conceito de letramento midiático

O letramento por si só caracteriza-se basicamente pela capacidade de ler e escrever por meio do reconhecimento de palavras. O estudante que está desenvolvendo essa capacidade não só identifica como começa a entender melhor o significado de cada palavra, assim como interpretar com mais facilidade o significado de um conjunto de frases.

Leia também: Como as instituições de ensino superior podem lidar com o analfabetismo funcional

Já o letramento midiático tem como principal objetivo o desenvolvimento da habilidade de apuração de diferentes formatos de mídia, além de estimular a interpretação de informações e mensagens que circulam pela rede.

Não apenas as informações em forma de textos, mas também imagens, vídeos compartilhados diversas vezes pelas redes, além de propagandas. Dessa maneira, o letramento midiático é uma alternativa para estimular a apuração de fontes e informações.

Promova o senso crítico

É fundamental que as instituições de ensino superior não sejam omissas ao abordar esse assunto dentro das salas de aulas. Ao não debater esse tema, as instituições podem, ainda que de maneira não intencional, estimular movimentos que resultam na desinformação e uma interpretação equivocada das informações, uma vez que os estudantes já fazem parte da sociedade.

Com o desenvolvimento do senso crítico, os alunos terão mais condições de identificar quais fontes são realmente confiáveis. Para isso, os professores podem promover exercícios e estimular o debate de ideias, contextualizando dados e fatos. As instituições, por sua vez, devem investir na conscientização dentro do campus por meio de palestras e comunicação interna. Lembre-se de que é importante falar a língua dos estudantes. O uso de exemplos da realidade em que eles vivem é um caminho.

Como a Minha Biblioteca ajuda na apuração de informações no ensino superior?

Minha Biblioteca é uma plataforma digital que conta com mais de 7 mil obras das principais editoras acadêmicas do Brasil. Todos os títulos disponíveis na biblioteca digital estão devidamente regulamentados de acordo com as normas de direitos autorais, além de possuírem todas as referências que os professores e alunos precisam. Com isso, o acervo facilita a produção de trabalhos acadêmicos e ainda fortalece a disseminação de informações confiáveis no ensino superior.

Para conhecer outras vantagens da Minha Biblioteca, entre em contato conosco!

Chegou a hora de testar a Minha Biblioteca na prática. Solicite seu trial!