Blog

Professores precisam de treinamento para usar mobile na educação?

Para os chamados nativos digitais, é quase natural a interação com dispositivos móveis, aplicativos e todo o tipo de tecnologia. Com a inserção de tablets e outros mobiles na educação presencial, não são poucos os que se surpreendem com a facilidade com que os estudantes, em especial as crianças pequenas, se adaptam à novidade. No entanto, podemos esperar que professores dominem o uso desses dispositivos tão rápido quanto os que já nasceram na era digital? O site Edudemic trouxe algumas reflexões sobre a necessidade dos professores de terem algum tipo de treinamento para usar tecnologia móvel em sala de aula.

Visão e experiência distintas

A forma como estudantes e professores irão encarar um tablet quando inserido no aprendizado não será a mesma. Primeiro, consideremos o tipo de interação: o educador precisa dominar esse instrumento para seus propósitos de ensino, ao passo que o papel do estudante é, em um primeiro momento, apenas absorver o conteúdo, porém a partir do que foi formulado pelo professor. Ou seja, no que tange à tecnologia, o educador cumpre papel de mestre e também de aprendiz, o que torna o desafio ainda maior. Mas o mais importante é que a maioria dos professores de hoje foi educada em uma época em que a tecnologia não existia nas escolas. Portanto, é possível que esse mesmo educador tenha alguma dificuldade não apenas no uso, mas em visualizar a importância de dispositivos interativos no aprendizado.

Treinamento com os colegas

A inserção de novos instrumentos e aplicativos em sala de aula, muitas vezes, vem acompanhada de treinamentos e palestras, geralmente oferecidas por pessoas que não pertencem à instituição de ensino em questão. No entanto, saber manipular um tablet não é o mesmo que saber se apropriar de suas diversas funcionalidades para ensinar. Os professores precisam ter, na instituição, pessoas que possam ajudá-lo a por em prática novas ideias e possibilidades para esses instrumentos. E essas pessoas podem ser seus próprios colegas. Estimular a troca de competências e habilidades com tecnologia entre professores é um grande conselho para os gestores. Afinal, uma vez que o uso do mobile não seja mais um desafio, o educador pode concentrar-se no que sabe de melhor: transmitir conhecimento.

Não focar apenas nos aplicativos

Muito do treinamento oferecido para professores diz respeito a saber usar um determinado aplicativo para passar uma lição específica. Porém, é muito mais produtivo que os educadores tenham acesso a todas as possibilidades que o instrumento em questão (tablet, iPad, celular) oferece e que direcionem sua adaptação de forma personalizada, de acordo com suas necessidades.

Tempo para a prática

Embora um dos carros-chefes do uso de tecnologia na educação seja a otimização do tempo, é importante que as pessoas que irão utilizá-la tenham um período adequado de adaptação. Quanto maior for o tempo dedicado ao treinamento de educadores, maior a possibilidade de a tecnologia se inserir definitivamente na cultura escolar. O dispositivo móvel passa a ser não apenas uma ferramenta, mas um instrumento que pode transformar as formas de ensinar. Para um profissional, assimilar uma nova tecnologia é como aprender uma nova língua, e isso exige tempo e dedicação. Afinal, os educadores também merecem o ensino personalizado e empoderador que irão oferecer a seus alunos quando dominarem o uso da tecnologia na sala de aula.

Adaptado via Desafios da Educação