Blog

ensino superior

Como a educação 4.0 impacta na educação e no ensino superior

O conceito de Quarta Revolução Industrial já é uma realidade e é fruto direto do avanço de tecnologias como a robótica, a impressão 3D, o blockchain, realidade virtual, entre outras. Essa verdadeira revolução tecnológica extrapola o processo produtivo e já afeta também a educação, gerando a chamada Educação 4.0, que permitirá a individualização e customização da aprendizagem dos alunos no ensino superior e em todas as fases da educação.

As aplicações da Educação 4.0 surgem como uma resposta que gestores e educadores anseiam há décadas acerca dos rumos que a educação precisa tomar para se adequar à realidade contemporânea e manter os alunos interessados no conhecimento. Veja como a educação 4.0 impacta na educação e no ensino superior:

Baixe nosso whitepaper e saiba como o MEC avalia a implementação de biblioteca digital nas instituições de ensino.

Potencialização do aprendizado

Os benefícios tanto para os alunos quanto para os professores com os avanços tecnológicos são indiscutíveis. Atualmente, é cada vez mais comum encontrar instituições de ensino que utilizem conteúdos interativos em vídeos, fazendo com que o aluno esteja cada vez mais engajado com o conteúdo apresentando.

Leia também: Como instituições de ensino, professores e alunos podem se beneficiar com a transformação digital

Logo, a tendência é que o ensino se torne cada vez mais dinâmico e interativo. Além disso, as repercussões da educação 4.0 vão além da sala de aula e se aplicam também ao âmbito administrativo.

Big Data, por exemplo, possibilita a coleta e cruzamento ágil de dados como frequência de alunos e notas para a elaboração de análises e relatórios completos sobre o desempenho e tendências de aprendizado do estudante.

Com essas informações, torna-se possível detectar pontos de dificuldade ou desmotivação dos alunos e elaborar estratégias que reforcem essas deficiências e sirvam de base para a criação de planos para o aprimoramento do ensino superior.

Ensino mais democratizado e acessível

O modelo de educação em vigência foi desenvolvido para um mundo que vivia no contexto da Segunda Revolução Industrial, quando ainda não existiam meios acessíveis para a difusão de conhecimentos.

Nesse contexto, consolidou-se o modelo expositivo de aulas em quadros dos quais os alunos copiam a matéria para que não seja necessário livros ao alcance de todos, seja por motivos econômicos ou práticos.

Hoje, a digitalização de livros e conteúdos tornou essa prática desnecessária, já que é possível acessar quase tudo pela internet. O acesso à internet e dispositivos com acesso à rede estão cada vez mais acessíveis. Desse modo, produzir e acessar conteúdos em larga escala torna-se uma prática recorrente, desconfigurando todo o nosso modelo de ensino atual que há tempos já se mostra arcaico e obsoleto.

Mais interatividade em sala de aula

Com as automações advindas dos avanços tecnológicos, as salas de aulas se tornarão cada vez mais receptivas, garantindo não só uma maior eficiência operacional e conforto, como também transformará a geração de dados e informações.

Leia também: Machine learning na educação -saiba mais sobre essa tecnologia

Sendo assim, a educação 4.0 é uma consequência direta da Quarta Revolução Industrial. E é imprescindível que os profissionais da educação e do ensino, assim como os gestores e empreendedores, fiquem atentos para conseguir acompanhar e incorporar as novas tecnologias para aprimorar o processo de aprendizado no ensino superior.

Falando em inovação, a Minha Biblioteca oferece às instituições de ensino superior uma plataforma digital de livros técnicos e acadêmicos de alta qualidade, que pode ser acessada em qualquer lugar, pela internet, através de computadores, smartphones e tablets.

Caso precise de uma biblioteca digital, entre em contato conosco e comece agora a fazer parte da Educação 4.0!

Chegou a hora de testar a Minha Biblioteca na prática. Solicite seu trial!