Blog

Como o acervo digital beneficia a bibliografia básica e complementar e o papel da bibliotecária nesse contexto

Como o acervo digital beneficia a bibliografia básica e complementar e o papel da bibliotecária nesse contexto

Com o aumento da demanda por conteúdo online cada vez maior, a presença do acervo digital dentro das instituições de ensino se tornou fundamental, pois ajuda a otimizar o tempo e facilitar estudos e pesquisas. Isso garante um conteúdo de maior qualidade aos estudantes e, consequentemente, se torna um ótimo complemento do acervo da bibliografia básica e complementar.

A bibliografia básica e a complementar fazem parte de todos os projetos pedagógicos de graduação existentes no Brasil. Isso significa que para um melhor aproveitamento da disciplina, é essencial que o aluno leia as obras obrigatórias indicadas na bibliografia, conforme indicação dos professores. Já a complementar, como o próprio nome já diz, serve para apoio nos estudos, podendo ser necessária ou não.

De acordo com a portaria normativa do MEC, os polos de educação a distância podem escolher entre o acervo digital ou totalmente físico, tanto da bibliografia básica quanto da complementar. Dessa forma, as instituições conseguem optar pelo modelo que considerarem melhor e mais vantajoso. Porém, com a disponibilidade dos melhores livros em versão online, a universidade tem maiores chances de aumentar a sua nota de avaliação do MEC.

Como a bibliotecária pode ajudar com o acervo digital?

O acervo digital e suas tecnologias criaram uma nova demanda de serviços para a bibliotecária, que tem um papel muito importante quando se trata do universo da biblioteca digital.

– Saiba como funciona uma biblioteca digital na prática
– 5 benefícios de uma instituição de ensino com biblioteca digital
– Saiba como a biblioteca digital ajuda a reduzir os custos da biblioteca física
– Entenda o papel das bibliotecas digitais no ensino e na aprendizagem

É responsabilidade dessa profissional apresentar os novos títulos aos professores ou coordenadores de curso de graduação, além de trazer referências e ideias de títulos para agregar ao conteúdo programático dos professores, contribuindo para a bibliografia básica e complementar.

Agora, a bibliotecária tem um papel ainda mais participativo e consultivo nas instituições de ensino, pois suas recomendações podem contribuir para o aumento da qualidade das bibliografias e, consequentemente, melhorar o aproveitamento dos alunos dentro e fora de aula.

Além disso, no acervo digital, a bibliotecária se depara com uma realidade constituída por sistemas operacionais, programas e máquinas, assim como por uma grande diversidade de mídias e formatos de arquivos. Dessa forma, ela deve trabalhar como guia e orientadora remota, utilizando sistemas de mensagens, e-mails e telefone para esclarecer as dúvidas que os professores ou estudantes encontrarem.

Quais são as principais funções da bibliotecária que trabalha com acervo digital?

São diversas as funções de uma bibliotecária que trabalha com o acervo digital. Entre as principais, podemos citar a função do suporte ao estudo e à pesquisa, na qual a profissional cuida do fornecimento de fontes e itens de informação aos usuários, tira dúvidas e realiza outras atividades de suporte.

Já na função de atividade de pesquisa, ela deve oferecer e manter meios que produzam e estimulem a atividade de pesquisa, sempre com o intuito de facilitar o dia a dia de professores e estudantes.

Outra função muito importante é a de planejamento, admnistração e organização da informação como um todo, que tornam viáveis o desenvolvimento e propagação do conhecimento.

Você já conhece nosso acervo digital de livros? Nossa plataforma conta com mais de 8 mil títulos que auxiliam em leituras e pesquisas acadêmicas. Caso tenha interesse, entre em contato conosco. Se você deseja receber mais conteúdos sobre o assunto, não deixe de assinar nossa newsletter.

Baixe nosso whitepaper e saiba como o MEC avalia a implementação de biblioteca digital nas instituições de ensino.